Mulher Rendeira

Zé do Norte - Mulher Rendeira

As part of our musical explorations Rhythm and Roots has run a series of posts on the Brazilian song Mulher Rendeira, tracing its history from its beginnings as a cangaceiro (cowboy) ballad to its subsequent exposure to the world and the numerous covers and translations of the same song.

This is a case study in musical globalisation, unexpected twists and a story you wouldn’t believe. Click on the links below for a different version and some background information on this song’s fascinating history. Also, if you have a new version then leave a comment!

1922 – Mulher Rendeira – ‘A versão autentica‘ 
1953 – Mulher Rendeira – ‘O Cangaceiro
1954 – Mulher Rendeira – ‘A Germanic Hit’
1962 – Mulher Rendeira – ‘The Bandit of Brazil’
1964 / 1967 – Mulher Rendeira – ‘From American Folk to Psychedelic Pop’
1970 – Mulher Rendeira – ‘Mujer Hilandera
2014 – Mulher Rendeira – ‘Music for Movies’
Share thisTweet about this on TwitterShare on FacebookPin on Pinterest

5 Comments on “Mulher Rendeira

  1. Volta Seca

    Ole mulher rendeira
    Ole mulher rendá

    A pequena vai no bolso, a maior vai no embornal
    Se chora por mim não fica, só se eu não puder levar
    O fuzil de lampião, tem cinco laços de fita
    O lugar que ele habita, não falta moça bonita

    Ole mulher rendeira
    Ole mulher rendá

    A pequena vai no bolso, a maior vai no embornal
    Se chora por mim não fica, só se eu não puder levar

    Ole mulher rendeira
    Ole mulher rendá

    A pequena vai no bolso, a maior vai no embornal
    Se chora por mim não fica, só se eu não puder levar
    O fuzil de lampião, tem cinco laços de fita
    O lugar que ele habita, não falta moça bonita

    Ole mulher rendeira
    Ole mulher rendá

    A pequena vai no bolso, a maior vai no embornal
    Se chora por mim não fica, só se eu não puder levar

    =======================
    MULHER RENDEIRA
    From the motion picture “Os Cangaceiros”
    (Alfredo Ricardo do Nascimento)

    Demônios da Garoa (Brazil) – 1953

    Olé, Mulher Rendeira,
    Olé mulhé rendá
    Tu me ensina a fazer renda,
    eu te ensino a namorá.
    Olé, Mulher Rendeira,
    Olé mulhé rendá,
    Tu me ensina a fazer renda,
    Eu te ensino a namorá.

    Olé, Mulher Rendeira,
    Olé mulhé rendá,
    Saudade levo comigo,
    Soluço vai no emborná.

    Olé, Mulher Rendeira,
    Olé mulhé rendá,
    Se você tá me querendo,
    Vamo pra Igreja, vamo casá.

    Olé, Mulher Rendeira,
    Olé mulhé rendá,
    E depois de nóis casado,
    Vou pra roça, vou prantá.

    Olé, Mulher Rendeira,
    Olé mulhé rendá,
    Tu me ensina a fazer renda,
    Eu te ensino a namorá.

    Olé, Mulher Rendeira,
    Olé mulhé rendá.

    =======================
    Olè muié rendera
    Olè muié rendá
    Tu me enzina a fazè renda
    Que eu te ensino a namorá

    Lampiào desceu a serra,
    Deu um baile em Cajazeira
    Botou as moças donzelas
    Prá cantá muié rendera
    Repete refrâo

    As moças de Vila Bela
    Nào tèm mais ocupaçao
    Pois só ficam na janela
    Namorando Lampiào

    Olè muié rendera
    Olè muié rendá
    A pequena vai no bolso
    E a maior vai nó `emborná
    Se chorá por mim nào fica
    Só se eu nào puder levar
    Repete refrâo

    O fuzil de Lampiào
    Tem cinco laços de fita
    No lugar que ele habita
    Num faltá moça bonita

    ====================
    Olê mulher rendeira
    Olê muié rendá
    Tu me ensina a fazê renda
    Que eu te ensino a namorá
    Tu me ensina a fazê renda
    Que eu te ensino a namorá

    Olê mulher rendeira
    Olê muié rendá
    Tu me ensina a fazê renda
    Que eu te ensino a namorá
    Tu me ensina a fazê renda
    Que eu te ensino a namorá

    Lampião desceu a serra
    Deu um baile em Cajazeira
    Botou as moças donzelas
    Pra cantá mulher rendeira

    As moças de Vila Bela
    Não têm mais ocupação
    Se que fica na janela
    Namorando Lampião

    Olê mulher rendera
    Olê muié rendá
    Tu me ensina a fazê renda
    Que eu te ensino a namorá
    Tu me ensina a fazê renda
    Que eu te ensino a namorá

    Olê mulhér rendeira
    Olê muié rendá
    Tu me ensina a fazê renda
    Que eu te ensino a namorá
    Tu me ensina a fazê renda
    Que eu te ensino a namorá

    Olê mulhér rendeira
    Olê muié rendá
    Tu me ensina a fazê renda
    Que eu te ensino a namorá
    ========================

  2. Here’s another…

    Olê muié rendeira
    Olê muié rendá
    Tu me ensina a fazê renda
    Que eu te ensino a namorá.

    Olê muié rendeira
    Olê muié rendá
    Chorou por mim não fica
    Soluçou vai pro borná.

    As moças de Vila Bela
    São pobres mas tem ação
    Passam o dia na janela
    Namorando Lampião.

    O rifle de Lampião
    Tem cinco laços de fita
    Lampião só para em casa
    Onde tem muié bonita.

    Minha mãe me dá dinheiro
    Prá comprar um cinturão
    Pra vivê de cartucheira
    No bando de lampião.

    O Ceará ta de luto
    Pernambuco de sofrimento
    Alagoas de porta aberta
    Lampião xaxando dentro.

    Olê muié rendeira
    Olê muié rendá
    Tu me ensina a fazê renda
    Que eu te ensino a namorá.

  3. Here’s my translation, of the simplest of the above (not literal, but free translation)
    Hey there, women weaver
    Hey there lace-maker
    Teach me to weave lace;
    I’ll show you how to flirt.

    Lampiao came down from the mountains
    He partied in Cajazeira;
    All the young women
    He had singing Mulher Rendeira.

    The women of Vila Bela
    Have nothing better to do
    than hang around their windows
    flirting with Lampiao

  4. Finally, today I am able to put three titles together; i.e., Mulher Rendeira, O Cangaceiro, and The Bandit of Brazil. Still wondering which version came first. I’ll assume Mulher Rendeiro, thanks.
    Mike Klein, Alexandria, Va

  5. Pingback: Mulher Rendeira – ‘Music for Movies’ | Rhythm and Roots

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>